Análise de variáveis para estimativa de viagens por bicicletas: Um estudo no município do Rio de Janeiro, Brasil

Jefferson Ramon Lima Magalhães, Vania Barcellos Gouvêa Campos, Renata Albergaria de Mello Bandeira

Resumo


O presente artigo tem como objetivo subsidiar o desenvolvimento de um modelo matemático de demanda de viagens de bicicletas em vias urbanas. Assim, apresenta-se uma revisão bibliográfica dos modelos de demanda de viagens por bicicleta e busca-se um modelo de demanda direta mediante regressão linear múltipla com base em contagens volumétricas realizadas na zona sul da cidade de Rio de Janeiro. A partir deste processo, foi possível elencar as principais variáveis que influenciam na demanda deste tipo de viagem, bem como sua significância e carácter do sinal delas nos modelos. Para vias com disponibilidade de infraestrutura para circulação de bicicletas, a presença de estacionamento, a temperatura máxima da região e o número de acidentes de trânsito são os fatores que mais influenciam o uso da bicicleta. Para vias sem infraestrutura, os principais fatores são: número de interseções, proximidade a vias cicláveis e número de faixas. Finalmente, foi possível identificar um modelo de demanda direta para viagens em vias com infraestrutura para circulação de bicicletas.


Palavras-chave


Transporte cicloviário; Demanda de viagens por bicicletas; Rio de Janeiro.

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque, R. (2014) Ciclovias de Botafogo serão revitalizadas e interligadas. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2015.

ANTP (2014) Sistema de Informações da Mobilidade Urbana: Relatório Comparativo 2003-2012. Associação Nacional dos Trans-portes Públicos. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2015.

Barbosa, H. M. e Leiva, G. C. (2006) Nível de qualidade da rota de ciclistas: um instrumento para a promoção do desenvolvi-mento urbano sustentável. Revista dos Transportes Públicos, n. 110, p. 1-12.

Barnes, M. e Krizek, K. J. (2005) Estimating Bicycle Demand. Transportation Research Record, n. 1939, p. 45-51. DOI: 10.3141/1939-06

Binatti, G. (2012) Mais amor Menos motor: Mobilidade e cultura de bicicleta no Rio de Janeiro. Monografia (Especialização em Gestão Ambiental). Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Instituto Brasil PNUMA, Rio de Janeiro.

Buehler, R. e Pucher, J. (2012) Cycling to work in 90 large American cities: new evidence on the role of bike paths and lanes. Transportation, v. 39, n. 2, p. 409–432. DOI: 10.1007/s11116-011-9355-8

Cadena, R. P.; Andrade, M. O.; Brasileiro, A. (2014) A necessidade da regulação do aluguel de bicicletas como serviço público complementar ao transporte urbano. Anais do XXVIII Congresso Nacional de Pesquisa em Ensino e Transportes, ANPET, Curitiba.

Dill, J. e Carr, T. (2003) Bicycle commuting and facilities in major U.S. cities: if you build them, commuters will use them. Transportation Research Record, n. 1828, p. 116-123. DOI: 10.3141/1828-14

Fernández-Heredia, A.; Monzón, A.; Jara-Díaz, S. (2014) Understanding cyclists' perceptions, keys for a successful bicycle promotion. Transportation Research Part A, v. 63, n. 5, p. 1-11. DOI: 10.1016/j.tra.2014.02.013

Godefroy, F. e Morency, C. (2012) Estimating latent cycling trips in Montreal, Canada. Transportation Research Record, n. 2314, p. 120-128. DOI: 10.3141/2314-16

Governo do Estado do Rio de Janeiro (2010) Plano Diretor de Transporte Urbano da Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro: Resultados da Pesquisa Origem-Destino. Rio de Janeiro, Brasil.

Griswold, J.; Medury, A.; Schneider, R. (2011) Pilot Models for Estimating Bicycle Intersection Volumes. Transportation Re-search Record, n. 2247, p. 1–7. DOI: 10.3141/2247-01

Handy, S.; Van Wee, B.; Kroesen, M. (2014) Promoting cycling for transport: Research needs and challenges. Transport Re-views, v. 34, n. 1, p. 4-24. DOI: 10.1080/01441647.2013.860204

Hankey, S.; Lindsey, G.; Wang, X.; Borah, J.; Hoff, K.; Utecht, B.; Xu, Z. (2012) Estimating use of non-motorized infrastructure: Models of bicycle and pedestrian traffic in Minneapolis, MN. Landscape and Urban Planning, v. 107, p. 307-316. DOI: 10.1016/j.landurbplan.2012.06.005

Khan, M.; Kockelman, K. M.; Xiong, X. (2013) Models for anticipating non-motorized travel, and the role of the built environ-ment. Transport Policy, v. 35, p. 117-126. DOI: 10.1016/j.tranpol.2014.05.008

Krizek, K. J.; Handy, S. L.; Forsyth, A. (2009) Explaining changes in walking and bicycling behavior: Challenges for transporta-tion research. Environment and Planning B, v. 36, p. 725–740. DOI: 10.1068/b34023

Krykewycz, G. R.; Puchalsky, C. W.; Rocks, J.; Bonnette, B.; Jaskiewicz, F. (2010) Defining a Primary Market and Estimating Demand for Major Bicycle-Sharing Program in Philadelphia, Pennsylvania. Transportation Research Record, n. 2143, p. 117-124. DOI: 10.3141/2143-15

Kuzmyak, J. R.; Walters, J.; Bradley, M.; Kockelman, K. M. (2014) Estimating Bicycling and Walking for Planning and Project Development: A Guidebook. Washington, D.C.: National Cooperative Highway Research Program, Transportation Research Board. DOI: 10.17226/22330

Maldonado-Hinarejos, R.; Sivakumar, A.; Polak, J. W. (2014) Exploring the role of individual attitudes and perceptions in predicting the demand for cycling: a hybrid choice modelling approach. Transportation, v. 41, n. 6, p. 1287-1304. https://doi.org/10.1007/s11116-014-9551-4

McCahill, C. e Garrick, N. W. (2008) The applicability of Space Syntax on bicycle facility planning. Transportation Research Record, n. 2074, p. 46–51. DOI: 10.3141/2074-06

Ministério das Cidades (2007) Programa Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta - Bicicleta Brasil. Ministério das Cidades, Brasí-lia, DF.

Ortúzar, J. D.; Iacobelli, A.; Valeze, C. (2000) Estimating demand for a cycle-way network. Transportation Research Part A, v. 34, p. 353-373. DOI: 10.1016/S0965-8564(99)00040-3

Parkin, J.; Wardman, M.; Page, M. (2008) Estimation of the determinants of bicycle mode share for the journey to work using census data. Transportation, v. 35, n. 1, p. 93-109. DOI: 10.1007/s11116-007-9137-5

Raford, N.; Chiaradia, A.; Gil, J. (2007) Space Syntax: The role of urban form in cyclist route choice in Central London. Proceed-ings of the 86th Transportation Research Board Annual Meeting, Washington, D.C.

Rietveld, P. e Daniel, V. (2004) Determinants of bicycle use: do municipal policies matter?. Transportation Research Part A, v. 38, p. 531-550. DOI: 10.1016/j.tra.2004.05.003

Rio Como Vamos (2012) Indicadores regionalizados. Disponível em: . Acesso em: Set. 2015.

Rybarczyk, G. e Wu, C. (2010) Bicycle facility planning using GIS and multi-criteria decision analysis. Applied Geography, v. 30, p. 282-293. DOI: 10.1016/j.apgeog.2009.08.005

Ryus, P.; Ferguson, E.; Laustsen, K.M.; Schneider, R.J.; Proulx, F.R.; Hull, P.; Miranda-Moreno, L. (2014) Guidebook on Pedestrian and Bicycle Volume Data Collection. National Cooperative Highway Research Program, Transportation Research Board, Washington, D.C. DOI: 10.17226/22223

Sousa, P.B. e Kawamoto, E. (2015) Análise de fatores que influem no uso da bicicleta para fins de planejamento cicloviário. Transportes, v. 23, n. 4, p. 79-88. https://doi.org/10.14295/transportes.v23i4.928

Tabeshian, M. e Kattan, L. (2014) Modeling Nonmotorized Travel Demand at Intersections in Calgary, Canada. Transporta-tion Research Record, n. 2430, p. 38-46. DOI: 10.3141/2430-05

Transporte Ativo (2015) Contagem de estabelecimentos comerciais com entregas por bicicleta. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2015

Wardman, M.; Tight, M.; Page, M. (2007) Factors influencing the propensity of cycle to work. Transportation Research Part A, v. 41, p. 339-350. DOI: 10.1016/j.tra.2006.09.011




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v26i4.1392

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 Jefferson Ramon Lima Magalhães, Renata Albergaria de Mello Bandeira, Vania Barcellos Gouvêa Campos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.