Análise de fatores que influem no uso da bicicleta para fins de planejamento cicloviário

Pablo Brilhante de Sousa, Eiji Kawamoto

Resumo


A meta deste trabalho é propor um procedimento para identificar e quantificar os fatores que influem no uso de bicicletas e apresentar a forma como estes fatores podem ser usados para avaliar e planejar a implantação de ciclovias e/ou ciclofaixas em uma área urbana. Para tanto, foi elaborado um método que consistiu, inicialmente, de obtenção de dados socioeconômicos e de viagens urbanas de locais dotados de ciclovias e/ou ciclofaixas disponíveis para a população e de contagens volumétricas de ciclistas antes e depois da implantação da infraestrutura cicloviária. Em seguida, foi realizado um experimento a partir da caracterização dos dados socioeconômicos, de viagens e de infraestrutura cicloviária, e posterior estimação de um modelo de escolha discreta, que possibilitou a identificação destes fatores e serviu para quantificar a demanda cicloviária. Através da construção de cenários antes e depois da implantação da infraestrutura cicloviária e da comparação entre contagens volumétricas de ciclistas da Região Metropolitana da Baixada Santista, realizadas em pontos preestabelecidos, e a estimação da demanda cicloviária nestes pontos usando o modelo de escolha discreta, concluiu-se que a meta foi alcançada.


Palavras-chave


planejamento ciclo viário; uso da bicicleta; modelos de escolha discreta; e infraestrutura cicloviária.

Texto completo:

PDF

Referências


An, M.; Chen, M. (2007). Estimating Nonmotorized Travel Demand. Transportation Research Record: Journal of the Transportation Board, nº. 2002. Washington, DC.

DOI: 10.3141/2002-03.

IBGE (2007). Pesquisa Anual da Indústria da Con-strução. IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Es-tatística, v. 17, p. 1 - 84. Rio de Janeiro-RJ, Brasil. ISSN 0104-3412.

Katz, R. (1995). Modelling Bicycle Demand as a Main-stream Transportation Planning Function. Transportation Research Board 1502, p. 22-28. Washington, D.C.

Kawamoto, E.; Setti, J. R. (1992). Procedure for the Cali-bration of a Semicompensatory Mode Choice Model. Transportation Research Record: Journal of the Transpor-tation Board, n. 1357. Washington, DC.

PCM (2006). Estudos técnicos, levantamentos, diagnósti-co e diretrizes para elaboração do Plano Cicloviário Metropolitano (PCM) da Região Metropolitana da Bai-xada Santista, 349f. Santos-SP, Brasil.

Porter, C.; Suhrbier, J.; Schwartz, W. L. (1999). Forecasting bicycle and pedestrian travel: State of the practice and research needs. Transportation Research Record: Journal of the Transportation Board, nº. 1674. DOI: 10.3141/1674-13.

Rietveld, P.; Daniel, V. (2004). Determinants of bicycle use: do municipal policies matter? Transportation Re-search Part A 38, p. 353-373. DOI: 10.1016/j.tra.2004.05.003.

Rietveld, P.; Koetse, M. (2003). Crime and offences in transport. Em: Jourquin, B.; e Polak, J. (eds.), Progress in Transportation Research – 2003, De Boeck, Antuérpia, Bélgica, p. 123-142.

Ryley, T. (2006). Estimating cycling demand for the jour-ney to work or study in West Edinburgh, Scotland. Trans-portation Research Record: Journal of the Transportation Board, n. 1982. DOI: 10.3141/1982-24.

STM (2007). Relatório Técnico – Pesquisa Origem-Destino 2007: Região Metropolitana da Baixada Santista, 110f. Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Es-tado de São Paulo – STM/SP. São Paulo-SP, Brasil.

Zhang, D.; Magalhães, D. J. A. V.; Wang, X. (2014). Priori-tizing bicycle paths in Belo Horizonte City, Brazil: Analy-sis based on user preferences and willingness considering individual heterogeneity. Transportation Research Part A 67, p. 268-278. DOI: 10.1016/j.tra.2014.07.010.




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v23i4.928

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2015 Pablo Brilhante de Sousa, Eiji Kawamoto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.