Efeito da umidade inicial e do tempo de cura nas propriedades mecânicas de misturas solo-cimento

Kendi Sanbonsuge, Kamilla Vasconcelos, Liedi Bernucci, Edson de Moura

Resumo


Misturas de solo-cimento são muitas vezes empregadas como material de base ou sub-base para pavimentação em locais com pouca disponibilidade de agregados. O processo de dosagem comumente empregado no Brasil consiste na verificação de um valor de resistência à compressão simples mínima aos 7 dias de cura. O procedimento convencional de mistura em laboratório consiste em incorporar cimento ao solo na umidade higroscópica e, posteriormente, a água para compactação. Comparou-se este procedimento com a técnica que simula a condição de construção que consiste na mistura do cimento ao solo na umidade de coleta na jazida. Foram compactados corpos de prova por impacto e realizados ensaios de Módulo de Resiliência (MR), Resistência à Compressão Simples (RCS) e Resistência à Tração por Compressão Diametral (RTCD) para quatro tempos de cura (7, 14, 21 e 28 dias). Os resultados apontaram a influência da umidade inicial de mistura nos parâmetros volumétricos e mecânicos das misturas de solo-cimento. As deflexões de um trecho experimental com base de solo-cimento também foram avaliadas para comparação do módulo de resiliência obtido por retroanálise com os dados obtidos em laboratório. Os valores de módulo de resiliência da camada de solo-cimento em campo são inferiores comparados aos dados obtidos em laboratório, podendo ter sido ocasionado por início do processo de microfissuração da base cimentada, além de fatores executivos. Pode-se ainda somar a esse fator, a forma como a umidade é ajustada em laboratório e em campo.


Palavras-chave


Solo-cimento, Pavimentação, Umidade inicial de moldagem, Tempo de cura, Retroanálise.

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT (1986) NBR 7182 -Solo - ensaio de compactação. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ABNT (2011) NBR 7222 -Concreto e argamassa — Determinação da resistência à tração por compressão diametral de corpos de prova cilíndricos. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ABNT (2012a) NBR 12253 - Solo-cimento - dosagem para emprego como camada de pavimento. Associação Brasileira de Nor-mas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2012b) NBR 12023 - Solo-cimento - ensaio de compactação. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ABNT (2012c) NBR 12025 - Solo-cimento - ensaio de compressão simples de corpos de prova cilíndricos. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ASTM (2011) ASTM D558 - Standard Test Methods for Moisture-Density (Unit Weight) RelationsofSoil-CementMixtures. Ameri-can Society for Testing and Materials, West Conshohocken.

ASTM (2012) ASTM D698 - Standard Test Methods for Laboratory Compaction Characteristics of Soil Using Standard Effort. American Society for Testing and Materials, West Conshohocken.

ASTM (2007) D1633 - Standard test methods for compressive strength of molded soil-cement cylinders. American Society for TestingandMaterials, West Conshohocken.

Almeida, R. M. S. (2009) Estabilização de areias monogranulares para fins rodoviários – Estudo aplicado à região de Mira. Uni-versidade de Aveiro – Dissertação de mestrado, Aveiro, Portugal.

Andrade, L.; Kuchiishi, A. K.; Bessa, I. S.; Vasconcelos, K. L.; Bernucci, L. L.B.; Beja, I. A.; Chaves, J. M. (2015) Comportamento Mecânico de Camadas de Bases Granular e Tratada com Cimento em Rodovia de Tráfego Muito Pesado In: XXIX Congres-so de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET), Ouro Preto.

AUSTSTAB (2012) Cement stabilization practice. Technical note, Nº5. AustralianStabilizationofIndustryAssociation. Australian.

Balbo, J. T.(2007) Pavimentação Asfáltica: materiais, projeto e restauração. (1ª ed.). Oficina de Textos, São Paulo.

Bechara, M.F. A.P., Furlan A.C. Gigante e G.T.P. Fabbri (2010) Propriedades mecânicas de misturas de solo-cimento com solo laterítico e solo não laterítico. 24º Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes – 24º ANPET, Salvador, p. 1-12.

Bernucci, L. L. B. (1995). Considerações sobre o dimensionamento de pavimentos utilizando solos lateríticos para rodovias de baixo volume de trafego. Tese de Doutorado, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Bernucci, L. B., Vasconcelos, K. L., Sanbonsuge, K., Rufo, R. C., Castro Neto, A.M. de, Nascimento, L.A.H. (2010) Estudo Compara-tivo de Bases de Pavimentos por meio de Trechos Monitorados: Efeito da Adição de Cimento In: 40a Reunião Anual de Pavimentação (ABPv), Rio de Janeiro.

Carraro. J. A. H.(1997) Utilização de resíduos industriais na estabilização de um solo residual de arenito. Dissertação de mestra-do. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Porto Alegre.

Ceratti. J. A. P. (1991) Estudo do comportamento à fadiga de solos estabilizados com cimento para utilização em pavimentos. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

DNIT (2006) Manual de pavimentação. Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Rio de Janeiro.

DNIT (2010)134/2010-ME: Pavimentação - Solos - Determinação do módulo de resiliência. Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Rio de Janeiro.

Guthrie, W.S.; J.E. Michener; B.T. Wilson e D L. Eggett (2009) Effects of environmental factors on construction of soil-cement pavement layers. Journal of the Transportation Research Board. Washington, v. 2104, p. 71-79. DOI: 10.3141/2104-08

Luz, M.P. e A.B.Parreira (2003) Estudo da influência da umidade pós-compactação no índice de suporte CBR de solos do subleito de rodovias do interior de São Paulo. 34ª Reunião Anual de Pavimentação, ABPV, Campinas, p. 153-167.

Nogami, J.S.; D.F.Villibor; A.Z. Neto e P.M. Serra (1990) Comportamento de dois trechos experimentais de solo-cimento cons-truídos pelo DER-SP. ABPV, Anais da 24ª Reunião Anual de Pavimentação, Belém.

Nogami, J. S e D. F. Villibor (1995) Pavimentação de baixo custo com solos lateríticos. Villibor. São Paulo, SP, p.240.

Massad, F. (2003) Obras de Terra: curso básico de Geotecnia.(2ª ed.).Oficina de Textos, São Paulo, SP.

Mitchell, J. K. e El Jack, S.A. (1966) The Fabric of Soil-Cement and Its Formation. Clays and Clay Minerals; v.. 14; no. 1; p. 297-305; DOI: 10.1346/CCMN.1966.0140126.

Parente, E. B.; A. B. Parreira e J.B.Soares (2002) Avaliação do comportamento mecânico de um solo laterítico e de outro não laterítico estabilizados com cimento. XVI ANPET - Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, Panorama Nacional de Pesquisa em Transportes, p. 95-107.

Pinilla, J.D, Miller, G.A., Cerato, A.B. e D.S. Snethen (2011) Influence of Curing Time on the Resilient Modulus of Chemically Stabilized Soils. Geotechnical Testing Journal. v. 34, No. 4, p. 364-372. DOI: 10.1520/GTJ103369.

Pinto, C. S. (2006) Curso Básico de Mecânica dos Solos em 16 Aulas (3ª. ed.).Oficina de Textos, São Paulo, SP.

Saarenketo, T. (1998) Electrical properties of water in clay and silty soils. Journal of Applied Geophysics, v. 40, No. 1-3, p. 73-88; DOI: 10.1016/S0926-9851(98)00017-2.

Pitta, M.R (1985) Retração de solo-cimento. ABCP, São Paulo, SP

Terzaghi, K. (1948) Soil mechanics in engineering practice.(3th. ed). John Willey & Sons, Inc,New York, United States.

Vasconcelos, K. L., Sanbonsuge, K., Bernucci, L. B., Rufo, R. C., Nascimento, L.A.H., Castro Neto, A.M. de (2011) Estudo Laborato-rial e de Campo de Revestimentos Asfálticos Preparados com Ligantes de Diferente Consistência In: 17a Reunião de Pa-vimentação Urbana, Porto Alegre.

Vendruscolo, M. A. (1996) Análise numérica e experimental do comportamento de fundações superficiais assente em solo melho-rado. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Ppos-Graduação em Engenharia Civil, p.163. Porto Alegre.

Villibor, D. F., J.S. Nogami, J.R. Cincerre, P.R.M. Serra e A.Z. Neto (2009) Pavimentos de baixo custo para vias urbanas (2ª. Ed.) Arte&Ciência, São Paulo, SP. p. 45-60.

Yoon, S.e M. A. Farsakh (2009) Laboratory investigation on the strength characteristics of cement-sand as base material. Journal of Civil Engineering, Korean Society of Civil Engineers, v.13, p.15-22. DOI: 10.1007/s12205-009-0015-x.




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v25i4.1257

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 Kendi Sanbonsuge, Kamilla Vasconcelos, Liedi Bernucci, Edson de Moura

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)