Impacto de elementos de projeto no desempenho operacional de sistemas BRT de faixa única sem ultrapassagem

Brenda Medeiros Pereira, Luis Antonio Lindau, Mara Chagas Diógenes, Rodrigo Alberto de Castilho

Resumo


Neste artigo explora-se o desempenho de um corredor BRT com uma única faixa por sentido e sem ultrapassagem, em termos de capacidade e velocidade operacional, através da realização de um projeto de experimentos que envolveu a simulação de 324 cenários. Nas simulações variaram os níveis de demanda, as taxas de embarque e desembarque, a distância entre estações, o fator de carregamento dos veículos, o número de baias por estação, e o posicionamento do semáforo em relação às estações. A análise qualitativa revela que esse corredor BRT quando operado por ônibus articulado pode atingir uma capacidade de cerca de 15.000 pass/h/sentido ao longo de sua seção crítica e uma velocidade operacional de 23 km/h. Uma análise estatística preliminar permitiu a estimativa de um modelo de regressão que representa o impacto de elementos de projeto na velocidade operacional de um BRT. Os resultados fornecem informações úteis para projetistas de corredores BRT de alto desempenho.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4237/transportes.v21i1.497

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2013 Brenda Medeiros Pereira, Luis Antonio Lindau, Mara Chagas Diógenes, Rodrigo Alberto de Castilho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.