Análise de características relacionadas à variação do valor do tempo de viagem de motoristas usando técnicas de preferência declarada

André Nozawa Brito, Orlando Strambi

Resumo


Através da aplicação de um procedimento empírico com técnicas de preferência declarada foi estimado o valor do tempo de viagem de motoristas de automóvel em deslocamentos rodoviários no estado de São Paulo. Foram utilizadas informações obtidas em entrevistas de preferência declarada realizadas nas principais rodovias do estado em 2005 para a estimativa de modelos de escolha discreta. Empregando-se funções de utilidade com variáveis dummy buscou-se identificar na amostra como o valor do tempo dos viajantes variava em função de características da viagem e do motorista, como faixa de renda, motivo e duração da viagem. Foi estimado o valor de R$16,44/h para o tempo de viagem de motoristas realizando intercâmbios curtos, de até 90 minutos de duração, e R$14,62/h para aqueles em viagens com duração entre 91 minutos e 4 horas. Dentre as diversas características analisadas, além da duração da viagem outras quatro indicaram variações significativas no valor do tempo: motorista de renda baixa, viagem com motivo lazer, motorista que informou não pagar pedágios durante a viagem realizada e sexo do motorista.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v15i1.47

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2007 André Nozawa Brito, Orlando Strambi

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.