Caracterização de areia descartada de fundição como agregado para pavimentação

Autores

  • Paulo Paiva Dyer Instituto Tecnológico de Aeronautica https://orcid.org/0000-0001-7110-6871
  • Silvelene Alessandra Silva Instituto de Estudos Avançados, Brasil
  • Luis Miguel Gutierrez Klinsky Consórcio Grupo CCR Nova Dutra, Brasil
  • Gustavo Lauer Coppio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, São Paulo https://orcid.org/0000-0001-5232-5104
  • Maryangela Geimba de Lima Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14295/transportes.v29i1.2241

Palavras-chave:

Areia descartada de fundição, Pavimentação asfáltica, Sustentabilidade na construção, Reuso

Resumo

As Areias Descartadas de Fundição (ADFs) são subprodutos das indústrias siderúrgicas devido ao processo de fundição. Este material residual pode ser utilizado na construção civil como um agregado devido à sua origem mineral. O presente trabalho objetivou a caracterização da ADF obtida em duas fontes, por meio de ensaios laboratoriais empregados usualmente pelas especificações da engenharia rodoviária. Os resultados obtidos neste programa laboratorial mostraram resultados que atendem às principais especificações brasileiras. Os resultados laboratoriais também indicam similitude da ADF com o pó de pedra de origem mineral usualmente empregado na construção de pavimentos asfálticos. Conclui-se que a ADF poderia ser empregada em projetos de pavimentação asfáltica, seja em camadas de reforço de subleito, sub-base, base ou misturas asfálticas na camada de revestimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AASHTO (2001) T 304 Standard Method of Test for Uncompacted Void Content of Fine Aggregate. American Association of State Highway and Transportation Officials, Washington, D.C.

Abdulsattar, Z. A. (2018) Effect of waste foundry sand on indirect tensile strength of asphalt mixture. Journal of Engineering and Sustainable Development, v. 22, n. 4, p. 116–123. DOI: 10.13140/RG.2.2.13731.50727

ABIFA (2019) Associação brasileira de fundição: índices setoriais (2012-2019). Available at: . (Access in: 11/01/2019).

ABNT (1987) NBR 6467 Agregados – Determinação do Inchamento em Agregados Miúdos. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (1992) NBR 12052 Solo ou Agregado Miúdo – Determinação do Equivalente de Areia – Método de Ensaio. Associação Brasi-leira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2001) NBR NM 26 Agregados – Amostragem. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2001a) NBR NM 27 Agregados – Redução de Amostras para Ensaios em Laboratório. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2001b) NBR NM 30 Agregados – Determinação da Absorção de Água. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2003) NBR NM 248 Agregados – Determinação da Composição Granulométrica. Associação Brasileira de Normas Técni-cas. Rio de Janeiro.

ABNT (2003b) NBR NM 46 Agregados - Determinação do Material Fino que Passa Através da Peneira 75µm, Por Lavagem. Asso-ciação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2003c) NBR NM 52 Agregado miúdo – Determinação da Massa Específica e Massa Específica Aparente. Associação Brasi-leira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2004) NBR 10007 Amostragem de Resíduos Sólidos. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

ABNT (2005) NBR 7211 – Agregados para Concreto – Especificações. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ABNT (2006) NBR NM 45 Agregados – Determinação da Massa Unitária e do Volume de Vazios. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rio de Janeiro.

Adegas, R. G. (2007) Perfil ambiental dos processos de fundição ferrosa que utilizam areias no Estado do Rio Grande do Sul. M.Sc. Thesis, Engenharia de Minas, Metalúrgica e Materiais, Universidade Federal do Rio Grande Sul, UFRGS, Porto Alegre.

Arulrajaha, A.; E. Yaghoubia; M. Imteaza and S. Horpibulsuka (2017) Recycled waste foundry sand as a sustainable subgrade fill and pipe-bedding construction material: Engineering and environmental evaluation. Sustainable Cities and Society, v. 28, n. 2017, p. 343–349. DOI: 10.1016/j.scs.2016.10.009

ASF-FIRST (2019) American Society of Foundry. Available at: <https://www.afsinc.org/afs-first>. (Access in: 08/07/2019).

ASTM (2005) C 123 Standard Test Methods for Lightweight Particles in Aggregate. American Society for Testing and Materials. West Conshohocken.

ASTM (2016) C 33 / C 33 M Standard Specification for Concrete Aggregates. American Society for Testing and Materials. Ameri-can Society for Testing and Materials, West Conshohocken.

Bina, P. (2002) Metodologia de utilização de rejeitos industriais na pavimentação: estudo de caso de uso de areia de fundição. M.Lc. Thesis, Engenharia de Habitação, Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo.

Bonet, I. I. (2002) Valorização do resíduo areia de fundição (RAF). M.Sc. Thesis, Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Cavalcanti, C.; A. Furtado; A. Stahel; A. Ribeiro; A. Mendes; C. Sekiguchi; D. Maimon; D. Posey; E. Pires; F. Brüseke; G. Rohde; G. Mammana; H. Leis; H Acselrad; J. Medeiros; J. L. D'Amato; M. L. Leonardi; M. Tolmasquim; O. Sevá Fo.; P. Stroh; P. Freire; P. May; R. Diniz and A. R. Magalhães (1994) Development and nature: Studies towards a sustainable society. INPSO/FUNDAJ, Institute for Social Research, Foundation Joaquim Nabuco, Ministry of Education, Federal Government, Recife.

Costa, C. (2008) Areia descartada de fundição em substituição ao agregado fino em misturas asfálticas para pavimentação. M.Sc. Thesis, Instituto Militar de Engenharia, Rio de Janeiro.

Coutinho B. and G. T. P. Fabbri (2004) Avaliação da reutilização da areia de fundição em misturas asfálticas densas do tipo CAUQ. Transportes, v. 12, n. 2, p. 50–57.

DER (2005) ET-DE-P00/001 Melhoria e Preparo do Subleito. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Rio de Janeiro.

DER (2006) ET-DE-P00/004 Sub-Base ou Base de Solo-Cimento. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Rio de Janeiro.

DER (2006) ET-DE-P00/014 Sub-Base ou Base Estabilizada Granulometricamente. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Rio de Janeiro.

DNIT (2006) ES 031 Especificação de Serviço – Pavimentos Flexíveis – Concreto Asfáltico. Departamento Nacional de Infraestru-tura de Transporte, Rio de Janeiro.

Dyer, P. P. O. L.; M. G. Lima; L. M. G. Klinsky; S. A. Silva and G. J. L. Coppio (2018) Environmental characterization of Foundry Waste Sand (WFS) in hot mix asphalt (HMA) mixtures. Journal of Construction and Building Materials, v. 171, p. 474–484. DOI: 10.1016/j.conbuildmat.2018.03.151

Gedik, A. G.; M. A. Lav and A. H. Lav (2008) Utilization of waste foundry sand as pavement sub-base and fill material. In: Ellis, Yu, McDowell, Dawson & Thom (eds.) Advances in Transportation Geotechnics. Taylor & Francis Group, London, ISBN 978-0-415-47590-7, p. 143–147.

Klinsky, L. M. G.; V. S. S. Bardini; A. P. Furlan and G. T. P. Fabbri (2012) Reaproveitamento de areia de fundição residual em misturas de areia asfalto usinada a quente. Transportes, v. 20, n. 4, p. 27–34.

Klinsky, L. M. G.; V. S. S. Bardini; A. P. Furlan and G. T. P. Fabbri (2014) Efeito da adição de areia de fundição residual e cal a solos argilosos no módulo de resiliência. Transportes, v. 22, n. 2, p. 1–10.

Klinsky, L. M. G.; G. T. P. Fabbri and V. S. S. Bardini (2016) Reuse of Waste Foundry Sand Mixed with Lateritic Clayey Soils in Pavement Bases and Sub-bases Courses. In: 8th RILEM International Symposium on Testing and Characterization of Sus-tainable and Innovative Bituminous Materials, RILEM Bookseries, Springer, Dordrech, v. 11, p 569–582. DOI: 10.1007/978-94-017-7342-3_46

Mishra, B. (2015) A study on characteristics of subgrade soil by use of foundry sand and iron turnings. International Journal of Science and Research (IJSR), v. 4, n. 12, p. 1262–1266.

Naik, T. R.; R. N. Kraus; B. W. Ramme and F. Canpolat (2012) Effects of fly ash and foundry and on performance of architec-tural precast concrete. Journal of Materials Civil Engineering, v. 24, n. 2012, p. 851–859. DOI: 10.1061/(ASCE)MT.1943-5533.0000432

São Paulo, O Estado (2007) Decisão de diretoria, nº 152/2007/C/E, de 08 de agosto de 2007. Diário Oficial do Estado de São Paulo, Caderno Executivo I (Poder Executivo, Seção I), do dia 03 ago. 2008, pag. 51 (CETESB).

Sharma, R. K. and A. Kumar (2013) Compaction and Sub-grade Characteristics of Clayey Soil Mixed with Foundry Sand and Fly Ash. International Journal of Engineering Research & Technology (IJERT), v. 2, n. 10, p. 1504–1509.

TDC (1999) Beneficial re-use of foundry by-products-beneficial re-use for managers manual. The Casting Development Centre. Available at: <http://www.castingstechnology.com/public/services/environmenthealthandsafety/EHSBeneficialRe-useofFoundryBy-products.asp>. (Access in: 04/26/2019).

Yazoghli-Marzouk, O.; N. Vulcano-greullet; L. Cantegrit; L. Friteyre and A. Jullien (2014) Recycling foundry sand in road con-struction–field assessment. Journal of Construction and Building Materials, v. 2014, n. 61, p. 69–78. DOI: 10.1016/j.conbuildmat.2014.02.055

Downloads

Publicado

2021-04-30

Como Citar

Dyer, P. P., Silva, S. A., Klinsky, L. M. G., Coppio, G. L., & de Lima, M. G. (2021). Caracterização de areia descartada de fundição como agregado para pavimentação. TRANSPORTES, 29(1), 148–160. https://doi.org/10.14295/transportes.v29i1.2241

Edição

Seção

Artigos