A aceitação do pedágio por parte dos usuários gaúchos

Luiz Afonso dos Santos Senna, Fernando Outra Michel

Resumo


o presente trabalho analisa a aceitação por parte dos usuários, do Programa de Concessões Rodoviárias do Rio Grande do Sul. A análise tomou por base pesquisa de preferência declarada realizada junto a usuários das rodovias gaúchas. Foi elaborada uma metodologia que estruturou a análise do impacto causado pela adoção do pedágio na percepção dos usuários em relação a quatro atributos (qualidade do pavimento, sinalização, serviços ofertados e preço do pedágio). Os atributos foram divididos em níveis, apresentados através de fotos que sintetizavam os cenários propostos. O modelo Logit multinomial foi utilizado no processo de modelagem. A análise dos resultados indica que tanto os usuários de automóveis quanto os de caminhões atribuem ao atributo pavimento um maior valor monetário do que a sinalização e serviços. Os resultados obtidos a partir da modelagem indicam que os valores atualmente praticados são aceitáveis para os usuários de automóveis. Os modelos sugerem que valores ligeiramente superiores continuariam a ter aceitação. Os caminhões, por outro lado, estão dispostos a pagar cerca de 80% do valor praticado à época.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v8i2.186

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2000 Luiz Afonso dos Santos Senna, Fernando Outra Michel

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.