Efeito da densidade máxima teórica na dosagem e no comportamento mecânico de mistura asfáltica tipo CBUQ

Kamilla Lima Vasconcelos, Jorge Barbosa Soares, Leni Mathias Leite

Resumo


A partir da densidade aparente dos agregados, da densidade aparente do corpo-de-prova compactado e da densidade máxima teórica (DMT) determinam-se as características volumétricas de uma mistura asfáltica e, em vários métodos, sua dosagem quanto ao teor de ligante a ser empregado. Diferentes procedimentos na determinação da DMT podem levar a resultados distintos, acarretando em parâmetros volumétricos também distintos. No Brasil, a DMTé comumente calculada através de uma ponderação das densidades reais dos materiais constituintes da mistura. Neste trabalho, além do cálculo da DMT, são investigados dois procedimentos de laboratório para sua determinação: (i) norma americana ASTM D 2041, que utiliza uma bomba de vácuo (método Rice) e, (ii) método utilizando querosene. São discutidas possíveis diferenças nos valores de DMT obtidos pelos procedimentos, avaliando a influência das diferenças nos parâmetros volumétricos e, conseqüentemente, na escolha do teor de projeto. Por fim, o comportamento mecânico das misturas cujo teor de ligante foi determinado pelos três métodos foi avaliado por meio dos ensaios de resistência à tração, módulo de resiliência e vida de fadiga a tensão controlada.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v11i2.145

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2003 Kamilla Lima Vasconcelos, Jorge Barbosa Soares, Leni Mathias Leite

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.