Análise da capacidade de infiltração em pavimento permeável de bloco de concreto unidirecionalmente articulado

Bruno Watanabe Ono, José Tadeu Balbo, Andréia Cargnin

Resumo


A adoção de pavimentos permeáveis tem se tornado cada vez mais necessária como medida compensatória para amortecer as vazões de pico e atenuar os efeitos causados pelas chuvas em áreas densamente urbanizadas. Usualmente constituídos de revestimentos feitos com blocos de concreto intertravados, concreto poroso ou camada porosa de atrito, os pavimentos permeáveis tradicionais nem sempre apresentam permeabilidade satisfatória. Nesse contexto, esse trabalho avaliou a capacidade de infiltração in situ de blocos de concreto unidirecionalmente articulados como material de revestimento alternativo, diferenciados por sua estrutura e formato geométrico. Para isso, construiu-se uma pista experimental (20 × 5m) no Campus da USP, o que permitiu a realização de ensaios para determinação da taxa de infiltração em campo. Dessa forma, comparou-se os valores encontrados com outros materiais descritos na literatura. Os resultados dos testes mostraram que o material possui permeabilidade elevada da ordem de 10-3 m/s, sendo consideravelmente maior que a de pavimentos feitos tanto com blocos intertravados como também com asfalto poroso.

 

 


Palavras-chave


Pavimentos permeáveis, Blocos de concreto articulados, Permeabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT (2013) NBR 9781 – Peças de concreto para pavimentação – Especificação e métodos de ensaio. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ABNT (2015) NBR 16416 – Pavimentos permeáveis – requisitos e procedimentos. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

Araújo, P. R; Tucci, C.E.; Goldenfum, J. A. (2000) Avaliação da eficiência dos pavimentos permeáveis na redução do escoamento superficial. RBRH – Revista Brasileira de Recursos Hídricos. v. 5, n. 3, p. 21-29. DOI: 10.21168/rbrh.v5n3.p21-29.

ASTM (2009) C1701/C1701M – Standard test method for infiltration rate of in place pervious concrete. American Society for Testing and Materials, West Conshohocken, Pensilvânia.

ASTM (2014) D6684 – Standard specification for materials and manufacture of articulating concrete block revetment systems. American Society for Testing and Materials, West Conshohocken, Pensilvânia.

ASTM (2016) C140 – Standard tests methods for sampling and testing concrete masonry and related units. American Society for Testing and Materials. West Conshohocken, Pensilvânia.

ASCE (1992) – Design and construction of urban stormwater management systems. American Society Of Civil Engineers. New York.

Marchioni, M. S.; Silva C. O. (2013) Método de ensaio para avaliação de pavimento permeável executado. In: Anais do 55º Con-gresso Brasileiro do Concreto, Gramado.

Martins, R. M. (2014) Análise da Capacidade de Infiltração do Pavimento Intertravado de Concreto. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco.

Pellizzari, V. (2013) Avaliação da Eficácia da Restauração da Capacidade de Infiltração da Camada Superior de Pavimentos Poro-sos. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Departamento de Engenharia Civil, Porto Alegre.

Pinto, L. L (2011) O desempenho de pavimentos permeáveis como medida mitigadora da impermeabilização do solo urbano. Tese de doutorado – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2011.

Sales, T. D. (2008). Pavimento permeável com superfície em blocos de concreto de alta porosidade. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Santos, L. P.; Cuba, R. M.; Leitão, V. S.; Neto, A. S. (2015) Análise da eficiência de calçadas ecológicas como sistema de drenagem sustentável nos centros urbanos: estudo de caso no Parque Flamboyant, Goiânia–Goiás. Revista Eletrônica em Gestão, Educa-ção e Tecnologia Ambiental, v. 19, n. 3, p. 837-849. DOI: 105902/2236117018345.

Seoul Metropolitan Government – SMG (2014) Importance of the technology: field permeability test. Apresentação em Power-Point. Seoul.

Tucci, C. M.; Tozzi, M. J. (1998) Drenagem urbana: gerenciamento, simulação, controle. Associação Brasileira de Recursos Hídricos, p. 155-163. Editora UFRGS, Porto Alegre.

Tucci, C. M.; Bertoni, J. C. (2003) Inundações urbanas na América do Sul. Associação Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre.

Virgiliis, A. D. (2009). Procedimentos de projeto e execução de pavimentos permeáveis visando retenção e amortecimento de picos de cheias. Dissertação de Mestrado – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Weiss, P. T.; Kayhanian, M.; Khazanovich, L.; Gulliver, J. S. (2015) Permeable pavements in cold climates: state of the art and cold climate case studies – Report. Center for Transportation Studies. University of Minessota, Minneapolis.




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v25i3.1314

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 Bruno Watanabe Ono, José Tadeu Balbo, Andréia Cargnin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.